Biosprint

Orffa Top Select

Biosprint® é uma levedura viva, originária de levedura de panificação (Saccharomyces cerevisiae), que é utilizada em ruminantes (gado leiteiro e de corte), leitões, porcas e cavalos. Saccharomyces cerevisiae ganhou muita atenção nas últimas décadas por causa de sua função probiótica.

Gado leiteiro e de corte: melhorando o funcionamento do rúmen

Bactérias de rúmen, responsáveis pela fermentação do volumoso, são sensíveis ao oxigênio. Um nível reduzido de oxigênio poderia estimular várias cepas de bactérias, especialmente as bactérias consumidoras de lactato, que estabilizarão o pH no rúmen. O Biosprint (levedura viva) pode desempenhar um papel importante porque a levedura viva absorve oxigênio. Algumas cepas específicas de bactérias que são estritamente anaeróbicas irão se beneficiar disto. Um valor de pH mais estável no rúmen, uma melhor degradação da matéria-prima e uma melhor eficiência alimentar são os resultados. Em situação prática, o consumo de ração e os resultados de produção melhorados são vistos com mais atenção. Devido ao aumento do potencial genético para a produção de leite, os alimentos para ruminantes estão se tornando cada vez mais concentrados pelo aumento dos níveis de amido e açúcares. Isso pode resultar em uma função ruminal deficiente, seguida por um menor consumo de ração e acidose ruminal (também chamada de acidose ruminal subaguda ou SARA). A levedura viva pode otimizar a função ruminal e melhorar a produção.

Leitões e porcas: melhora da saúde intestinal e digestão.

Os monogástricos se beneficiam da função probiótica da levedura viva. A levedura viva protege a parede intestinal e produz metabólitos benéficos (enzimas, vitaminas). A flora intestinal melhora e a digestão dos nutrientes é mais eficiente. O dossiê de registro da UE em porcas mostra um melhor peso e crescimento dos leitões. Em porcas em lactação, efeitos muito positivos são relatados em caso de infecções por clostridium.

Cavalos: melhor digestibilidade da fibra, menos distúrbios digestivos

A levedura viva é usada em cavalos para melhorar a digestão das fibras. A levedura viva aumenta o crescimento de bactérias que degradam fibras e previne o baixo pH da flora intestinal. O pH intestinal baixo é negativo para o crescimento de bactérias benéficas e resulta em distúrbios intestinais em cavalos. A melhoria da digestão das fibras reduz os problemas intestinais e melhora a absorção de energia. Ensaios de registro da UE para o Biosprint mostram um aumento consistente na digestão aparente de fibras em equinos adultos.

© 2019 Orffa • Declaração de exoneração de responsabilidadeDeclaração de privacidade